sexta-feira, 14 de março de 2008

The Hire

Entre 2001 e 2002, a BMW contratou os serviços de David Fincher (o diretor de "Seven" e "Clube da Luta") para produzir uma série de curtas-metragem exclusiva para a Internet, por meio da BMW Films: a série "The Hire".

Fincher, então, recrutou vários diretores de renome para conduzir os episódios e um ator britânico na época, pouco conhecido: Clive Owen (de "Mandando bala"). Entre os diretores estão: John Frankenheimer, Ang Lee, Guy Ritchie, Wong Kar-Wai, Joe Carnahan, Alejandro Gonzáles Iñarritu, Tony Scott e John Woo.

Em "Ambush", o diretor John Frankenheimer compensa a fotografia medíocre, a falta de imaginação e o humor rasteiro da trama com uma montagem extremamente ágil, ao narrar os apuros de um contrabandista de diamantes que contrata os serviços do Driver (o personagem central de todas as histórias, sempre interpretado por Owen) e que acaba salvo por ele de um ataque surpresa de bandidos encapuzados fortemente armados.




Em "Chosen", o diretor Ang Lee comprova o talento para criar coreografias vistosas e ousadas (o que já foi comprovado no filme "O tigre e o dragão"), só que desta vez com os carrões possantes da BMW! Na trama, o Driver vai até as docas encontrar um garoto vindo do Tibet, o "escolhido" do título, e vira alvo de mais uma perseguição de bandidos. A curiosidade fica por conta do modo divertido que Lee utiliza para revelar aquele que seria seu próximo filme, uma versão para a telona de um musculoso e esverdeado herói dos quadrinhos.




Guy Richtie, o diretor de "Jogos, trapaças e dois canos fumegantes", dirige sua moglie Madonna no episódio "Star". Encarnando a tirânica personagem do título, que depois de usar e abusar da irrepreensível polidez do Driver, acaba jogada de um lado para o outro no banco de trás de uma BMW, ao som de "Song 2", do Blur - um surpreendente, cômico e merecido castigo por sua arrogância. Sem dúvida, o melhor e mais bem humorado de todos os curtas, com planos mais inventivos, o melhor texto e os vôos e cavalos de pau mais arrojados de toda a série.




"Beat the Devil", dirigido por Tony Scott é o mais psicodélico de todos. Nesse episódio, o Driver ajuda James Brown a renegociar os termos de um contrato firmado entre o cantor e o diabo (Gary Oldman).